September 10, 2018

Please reload

Posts Recentes

Sala de Estar em Cor Azul Neutra

March 18, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Dicas Essenciais de Sensores de Movimento

April 6, 2018

 

Considerado equipamento indispensável para o correto funcionamento de sistemas de alarme, o sensor de movimento infravermelho é responsável pelo acionamento do circuito. Devido à sua importância, o aparelho deve ser especificado e instalado com o máximo de atenção. Qualquer descuido tem potencial de comprometer toda a segurança da edificação ou resultar em constantes sinais de alarmes falsos.

 
PROJETANDO

Basicamente, é possível classificar os sensores de movimento dentro de dois grupos: os ativos e os passivos.

 

No primeiro, estão os equipamentos que geram uma linha invisível para os olhos humanos e acionam o alarme quando esse feixe é interrompido. Já no segundo estão os aparelhos que medem a temperatura dentro do ambiente, disparando o sinal de alerta quando há aumento no nível de calor, gerado pelo corpo humano.

 

Geralmente, os sensores ativos são indicados para uso externo e os passivos para ambientes internos. No entanto, essa não é uma regra. Em um galpão com telhas que aquecem bastante durante o dia e esfriam à noite, as soluções passivas podem não apresentar o desempenho esperado e, nesse caso, a alternativa viável seria a instalação de sensores ativos nos pontos de entrada da edificação.

 

Por outro lado, sistema com sensor ativo pode ser erroneamente acionado em ambientes com uso constante de ar-condicionado. A movimentação de ar causada pela variação da amplitude térmica é suficiente para disparar equipamentos com sensibilidade alta. A solução para essa edificação seriam os circuitos com dupla ou tripla tecnologia, mix de sensores ativos e passivos.

 

A especificação do sensor infravermelho deve levar em consideração não somente a arquitetura da edificação, mas também o cotidiano dos moradores. Em casas com animais de estimação, por exemplo, o produto mais indicado é aquele com a função pet — que desconsidera movimentos próximos do piso realizados por animais que pesam até 20 kg.

 
MANUTENÇÕES

As manutenções preventivas cuidam de toda a tecnologia que envolve o sistema. O técnico responsável pela manutenção precisa verificar o estado de toda instalação, testar os aparelhos, além de realizar a limpeza dos sensores. É muito importante checar se nenhuma impureza ou inseto entrou no equipamento.

 
NORMALIZAÇÃO

O Brasil ainda não tem normas técnicas específicas para os sensores, no entanto, para a instalação dos sistemas, é recomendavel seguir as diretrizes da ABNT NBR 5410 — Instalações elétricas de baixa tensão I — Proteção e segurança.

 

Não basta simplesmente adquirir um produto e instalá-lo da maneira que bem entender. É preciso uma série de estudos prévios, realizados por especialistas do setor de segurança eletrônica. O consumidor deve sempre buscar empresas especializadas na elaboração do projeto, que analisará os riscos do ambiente para projetar a solução adequada, além de indicar produtos e fabricantes mais adequados para cada situação.

 

Fonte: https://www.aecweb.com.br/cont/m/rev/como-especificar-e-instalar-sensores-de-movimento-confira-dicas_17044?utm_source=revistadigital4&utm_medium=email&utm_term=&utm_content=&utm_campaign=workshopvidal

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga